Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz

Tabaco deve matar 1 bilhão de pessoas até 2100, diz OMS | CECOVISA

Início

Tabaco deve matar 1 bilhão de pessoas até 2100, diz OMS

No século 20, o tabaco matou 100 milhões de pessoas no mundo e deve fazer pelo menos mais 1 bilhão de pessoas até 2100 caso os países - ricos e pobres – não se mobilizem contra o tabagismo, disseram nesta segunda-feira (2) diretores da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo a organização, os novos dados apresentados oferecem um importante mapa mundial para o combate ao cigarro. De acordo com o relatório, após décadas de ataques ao tabaco, o número de fumantes está caindo em países desenvolvidos, como Estados Unidos e Canadá. Porém, em países em desenvolvimento, o levantamento aponta crescimento, sobretudo entre adolescentes.

"O tabaco é um produto defeituoso. Mata metade dos seus consumidores", disse Douglas Bettcher, diretor da Iniciativa Sem Tabaco, da OMS, no início de uma conferência internacional em Bangcoc que pretende traçar um plano mundial contra o cigarro.

"Ele mata 5,4 milhões de pessoas por ano, e metade dessas mortes acontece em países em desenvolvimento. É como um (avião) Jumbo caindo a cada hora", afirmou.

Segundo a organização, apenas 5% da população mundial vive em países que aplicam todas as medidas de proteção indicadas para reduzir o número de fumantes. Em 40% dos países ainda é permitido fumar em hospitais e escolas.

O relatório também revela que os governos arrecadam 500 vezes mais dinheiro em taxas relacionadas ao tabaco do que gastam com medidas antifumo.

"Ainda que as atividades antifumo estejam crescendo, os países devem fazer cada vez mais", afirma em comunicado Margaret Chan, diretora da OMS.

O relatório propõe medidas agressivas contra as tentativas da indústria tabagista de se estabelecer em países que possuem medidas mais brandas para o combate ao cigarro.

Segundo estimativas da organização, o aumento do número de fumantes em países em desenvolvimento fará com que estes países respondam por 80% das 8 milhões de mortes por doenças relacionadas ao tabaco previstas para 2030.

A análise global divulgada pela OMS reuniu informações de 179 países.

No Brasil, o estudo, que utiliza dados de 2006, aponta que 16,2% da população adulta (maiores de 18 anos) é fumante. O consumo de cigarros no país se mantém estável desde 1999, ficando em torno de 100 bilhões de cigarros ao ano.   

     
 
    

Data: 
08/02/2008
Compartilhar

Curso Filmes na Visa

Boletim Digital

Receba nossas últimas notícias

entrevista

Em entrevista para o Cecovisa/Ensp a professora Márcia Aparecida Ribeiro de Carvalho falou sobre os principais avanços e desafios da graduação em saúde coletiva da UFRJ. Ela apontou que "O maior desafio atualmente é a institucionalização e operacionalização das atividades de extensão e disseminação dos conhecimentos acadêmicos para a comunidade externa à universidade com aplicação desses conhecimentos no seu cotidiano..."
Leia Mais